O Caderno de Música viaja até à Alemanha neste sábado

                                              

Este mês, o Caderno de Música fará um passeio pela música de quatro países com culturas bparte com penaem diferentes e a primeira parada desta viagem é na Alemanha. A música germânica será retratada desde as primeiras manifestações dos minnesingers ainda no século XII até a arte engajada politicamente de Kurt Weill e os prestigiados compositores – educadores Carl Orff e Paul Hindemith. Já sei, você ainda não sabe como ouvir e em que horário é transmitido o Caderno de Música. Tudo bem, não se preocupe que eu explico! O Caderno de Música é um programa que busca desvendar o universo musical para leigos e não leigos que vai ao ar pela rádio MEC FM, em 98,9, aos sábados, às 11:30h. Você também pode ouvir a rádio pela internet pelo endereço http://radios.ebc.com.br/mecfmrio.

Anúncios

O acordeom é destaque no Caderno de Música

Nestacordeone sábado, 28 de março, o Caderno de Música vai falar sobre o acordeom, desde seu instrumento de origem na China, o milenar sheng, passando pelos 4 tipos básicos de acordeom até sua difusão pelo mundo e, em especial, pelo Brasil, país onde o instrumento possui grande popularidade. Para quem ainda não sabe, Caderno de Música é um programa de rádio que vai ao ar pela Mec FM, 98,9, todo sábado às 11:30h. E você também pode ouvir a programação da rádio em tempo real pela internet, basta acessar http://radios.ebc.com.br/mecfmrio .

Senhoras e senhores, ele, o metrônomo!

2014-07-10 18.11.21Com o objetivo indicar a velocidade da música de forma mais precisa, em 1816 o alemão Johann Nepomuk Maezel lança um novo invento: o metrônomo. Com um mecanismo semelhante ao do relógio, esta máquina marca a velocidade da música de uma maneira jamais vista anteriormente. Enquanto que no relógio a marcação é fixa em 60 batidas por minuto, ou seja, o que corresponde aos segundos, o metrônomo marca exatamente quantas batidas por minuto o instrumentista irá tomar como base ao executar uma música. Quanto mais batidas por minuto, mais rápida tende a ser a música e, quanto menos batidas, mais devagar ela tende a ser. Continuar lendo

Videogames no Caderno de Música

Neste sábado, o Caderno de Música continua a falar sobre o tema iniciado na semana passada: a trilha sonora de vídeogames. Enquanto que o primeiro programa se concentrou no emprego de obras clássicas pré existentes nas trilhas dos jogos, este será inteiramente dedicado a trilhas originais, isto é, a músicas compostas especialmente para os jogos. E, como o perfil da Mec fm é voltado para a  música de concerto, foram privilegiadas as trilhas que receberam arranjos orquestrais. Quem não conhece irá se surpreender com o refino das composições deste ramo e com a qualidade das interpretações que atualmente são reverenciadas em salas de concerto. Dentre as trilhas que ouviremos está uma que até quem não é muito íntimo dos games sabe identificar. Quer saber qual é? Então clique abaixo.

Relembrando: o Caderno de Música vai ao ar todo sábado pela Mec Fm, em 98,9, às 11:30h. Você também pode ouvir a programação da rádio pela internet em http://radios.ebc.com.br/mecfmrio

Francisco Mignone

mignoneHoje, resolvi escrever sobre um dos grandes compositores brasileiros: Francisco Mignone.

Filho de imigrantes italianos, Francisco Mignone nasceu em São Paulo no ano de 1897. Iniciou seus estudos musicais pela flauta, tendo o próprio pai, Alferio Mignone, como professor. Formou-se no Conservatório Dramático e Musical de São Paulo e em 1920 recebe uma bolsa de estudos patrocinada pelo Pensionato Artístico do estado de São Paulo e passa a estudar em Milão com Vicenzo Ferroni. Neste período escreve uma de suas músicas mais famosas, Congada, parte integrante da ópera O contratador de diamantes, que teve sua estreia realizada no Rio de Janeiro pela Filarmônica de Viena e sob a regência de Richard Strauss. Continuar lendo

Video game e música clássica no Caderno de Música

O Caderno de Música deste sábado vai falar sobre a trilha sonora para videogames. Na verdade, o programa será em duas etapas: a primeira, neste sábado, focada em músicas de concerto conhecidas que foram utilizadas para embalar os jogos, e a segunda, no sábado seguinte, que contará com trilhas originalmente compostas para jogos. Ao pesquisar sobre o assunto, fiquei surpresa com a riqueza do tema e como os clássicos caem como uma luva na sonorização dos games. Um exemplo é a lindíssima abertura do Gran Turismo 6. Nesta edição, o jogo de carros, que faz uma homenagem a Ayrton Senna, apresenta um clip no qual ouvimos a interpretação de Lang Lang da Rapsódia sobre um tema de Paganini, de Rachmaninov. Depois entra uma música de gosto meio duvidoso até para os que gostam de rock, como eu. Mas, acho que a gente consegue perdoar os produtores do jogo…

É clássico, mas com toque do século XXI

Em tempos em que dizem por aí que a música dita clássica não se renova, está ultrapassada e é coisa de velho ou de quem quer dormir, sugiro que assistam este vídeo da Johann Sebastian Rio. O grupo, que ainda só pode ser visto por vídeos na internet, deixa no ar a expectativa para sua primeira apresentação.